domingo, 29 de outubro de 2006

Urbana paranoja

v/a: "Crna tacka" (Urbaniturbani?; 2006?)

O camarada Zograf voltou à Porcalhota e não se esqueceu de mim mais uma vez. O ano passado trouxe os By-Pass, este ano trouxe-me esta colectânea de bandas sérvias onde vale tudo: Rock, HipHop, Indie, Pop, Electrónica, Reggae, Punk... São 24 projectos com nomes difíceis de pronunciar (como os interessantes Rock-noisers Klopka za Pionira) ou idiotas como Fancy Frogs - banda com laivos de Rock Gótico, a única banda que não recomendo e que infelizmente abrem a colectânea. Há também uns punkers Stuka para mais uma coincidência de nomes entre bandas portuguesas e sérvias...
A produção e gravação não são más e tirando as rãs elegantes, não há bandas que envergonhem... Mentira! Há ainda uma banda de Nu-Metal com letras em inglês com aquele sotaque dos balcãs até ao tutano que quase me esquecia deles, são os O-Pozition (ohohohohoh).
As bandas parecem ter pica suficiente à sua maneira e soam bem até porque não se percebe o que dizem - nada pior do que perceber as letras de uma banda quando são más. Destaco os Weird Cop com uma divertida canção Electro-porco intitulada Blowjob Queen («I want to kiss the Blowjob Queen, kisss kisssssssss kissssssss kisssssssss») seguido da foleirada de k7 de feira dos Elektrolasta que se assumem quase um turbo-folk que deverá fazer algum feror na festinha da aldeia onde os beberolas partem garrafas na cabeça. O HipHop sombrio dos Tetrade em sérvio deve ter muito que se lhe diga mas não há muito que eu possa comentar - paciência, novamente, se as letras forem uma merda mais vale nem saber que são.
Faz confusão os ritmos jamaicanos dos Marron e Zontag com aquelas línguas, fica "duplamente exótico" embora não haja aqui grandes espantos porque na grande aldeia global tudo soa quase ao mesmo.
Uma boa mostra do que se passa para além da Europa Ocidental.

Qualidade numérica: 3,7/5 Objectivo pós-audição: fica na colecção até ir aos balcãs encontrar melhor...

3 comentários:

Rita disse...

faltou dizer que a compilação foi feita para dar a conhecer algumas bandas locais de pancevo, uma cidade relativamente pequena mas onde não faltam bandas de todos os géneros como se vê e parece que cada pessoa tem a sua - se fosse a nivel nacional provavelmente haveria mais boas surpresas.
weird cop é mto bom e é um projecto a solo do Djura, q ficou todo contente qd soube q a musica dele passou em lisboa outro dia no espaço e eu cheia de saudades de pancevo...
os elektrolasta têm um lado pindérico propositado e um exemplo das letras é sobre uma "teenage-fat-ass-girl" mas têm uns vídeos porreiros feitos pelo teclista vuk palibrk (cujo apelido significa: aquele que queima bigodes).
e o bane tubachin é um rapaz muito eclético q toca a solo, com os punks da velha guarda, com o pai, com a criança quá quá, com os horríveis xutos e pontapés lá do sítio (van gogh, ugh), e agora vai abrir para o iggy pop na macedónia.
..ficamos a aguardar pelas bandas servias editadas na groovie records e estou a fazer por trazer uma delas cá.

Rita disse...

nao interessa muito ao caso mas fica outra tradução - elektrolasta significa "andorinha eléctrica" e eles gostaram da tradução portuguesa "electro-andorinha". uma outra banda à procura de nome pensou adoptar um nome em portugues tipo lema "vivam os gafanhotos!" que o baterista gritava mtas vezes com convicção enquanto bebia o seu licor armando um coro em redor. e o meu amigo q fez esta compilação fez uma música chamada "on the way to sintra" sem nunca cá ter vindo, mas parece q portugal e sérvia têm uma ligação paranormal subterrânea pois já um album da new wave de 82 se chama "lisce prekriva lisabon" - "as folhas caem sobre lisboa", eles têm um fascínio pela nossa cidade que ignoramos por nao nos armarmos em "superiores" como outros do ocidente... pelo menos é a opinião geral deles, mas lá que temos um bocado de país de leste deslocado no mapa acho q temos...

unDJGS disse...

obrigado pelas informações adicionais já que não se percebia nada no livrinho do CD!